Encerramos o ano legislativo sem resposta do vereador

20/12/2013 21:22

 

Reproduzo abaixo, mensagem enviada ao gabinete do vereador em 10/12/2013, com cópia para sua assessora Márvia Scardua. Acredito que dez dias é um prazo razoável para responder a um simples questionamento.

Infelizmente a transparência não é uma das virtudes do nosso ilustre "representante".

Vamos a mensagem:

-------- Original Message --------

Subject: Informações
Date: Tue, 10 Dec 2013 10:36:06 -0200
From: Alecir Macedo
To: orlando.silva@camara.sp.gov.br
CC: marvia@camara.sp.gov.br

 

Bom dia,
Vereador!

Ao analisar sua prestação de contas (verbas indenizatórias) nos meses de 
setembro/outubro, surgiram algumas dúvidas que gostaria de esclarece-las 
com Vossa Senhoria; a saber:

-Elaboração, manutenção e hospedagem de seu site (GABRIEL LIMA DE 
ALBUQUERQUE - ME ), pagamos R$ 8.800,00 e um site que será lançado 
sómente em janeiro/2014. inicialmente estava programado para 23/11/2013, 
conforme prestação de contas de setembro.
Gostaria de saber quais as condições deste contrato, uma vez que seu 
gabinete parece ser o único cliente de uma ME que iniciou suas 
atividades em 2009, pelo menos é o que consta na Receita Federal.

-Despesas com Correios, acredito estarem um pouco altas para os dias de 
hoje.

-Elaboração de layout, diagramação, redação e imagens de boletins 
eletrônicos informativos do mandato; pagamos R$ 7.550,00. A uma empresa 
(ARTERIA IMAGEM E SOM LTDA) que , segundo consulta na Receita Federal, 
trata-se de um empresa cuja atividade, além de sonorização e iluminação, 
é de produção cinematográfica , de vídeos e de programas de televisão 
não especificados.

Certo de vossa costumeira atenção, agradeço antecipadamente.

Atenciosamente

-- 
Alecir Macedo

Espero que durante o próximo ano sobre um tempinho para o vereador atender nossos questionamentos, uma vez que as despesas de seu gabinete são pagas com o rico dinheirinho de nossos impostos, ele nos deve satisfação sobre sua utilização.
 
Clique aqui, e veja a prestação de contas referente ao mês de outubro/2013 com seus respectivos comprovantes. Vale salientar que o fato da Casa ter efetuado o reembolso não atesta a legitimidade do documento.
 
Como o vereador se acha no direito de não prestar conta ao cidadão, lhe dá o direito de pensar o que quiser a respeito. 
 
São os dois lados da moeda, a oportunidade de esclarecimento foi dada!